Dores no ombro: luxação acromioclavicular

O deslocamento acromioclavicular é uma das lesões mais comuns dos problemas que acometem o ombro.

Foi realizado uma revisão sistemática (RS) sobre os efeitos da intervenção cirúrgica versus a não cirúrgica, para o tratamento das luxações acromioclavicular em adultos.

Foram feitas pesquisas (ECR) nos bancos de dados: Cochrane boné, joint e muscle até fevereiro de 2009, na central Cochrane de registro de ECR até fevereiro de 2009, Medline de 1966 até 2009, Embase de 1988 até fevereiro de 2009, Lilacs 1982 até fevereiro de 2009.

A conclusão dos autores é que existe evidências insuficientes quando o tratamento cirúrgico deve ser indicado para o deslocamento acromioclavicular. Os autores desta revisão entendem a necessidade de mais estudos clínicos randomizados para responder esta questão.

Desta forma temos que fazer as seguintes perguntas quando não temos evidências suficientes para responder uma determinada questão: Qual a intervenção gera menor dano? Menor risco de sofrimento? Menor custo? É corrente prática clínica?
.
.
.
1: Tamaoki MJ, Belloti JC, Lenza M, Matsumoto MH, Gomes Dos Santos JB, Faloppa F.Surgical versus conservative interventions for treating acromioclaviculardislocation of the shoulder in adults. Cochrane Database Syst Rev. 2010 Aug 4;(8):CD007429. doi: .1002/14651858.CD007429.pub2. Review. PubMed PMID: 20687087
90f0f8c2-dbd7-4ba3-914a-aa73c3853396